Fragmentos Betty Martins
.
.
.
._________o escritor original não é aquele que não imita ninguém_________mas sim aquele que ninguém pode imitar__________/// [Chateaubriand]
._______aos tão solitários loucos
.d´almas puras.nuas.
das vestes negras procurando_____o___________.cavalgar________.as enormes.gargalhadas
.
.
.
.Betty Martins________ como. sou cúmplice da loucura .dispo-tE________com o meu sorriso _____________ o meu livro_______________
.dans la tranquillité de mon esprit dans les couleurs dans la douleur et dans l'amour je vais en donner nom à chaque je fragment expectant portrait de moi__________/// ___________________ ______///____________ ______________///________
.de pé sobre o abismo e não morri.canto gregoriano muito limpo não me chegou________________ o fim _____________________catedral sobre o risco.sobre um azul tão grande que afundar-me podia ._____ao fundo do mais fundo mergulhei e não morri_________...________ .amei________[Ana Luísa Amaral]
__________///____________
.é tão "natural" destruir o que não se pode possuir - negar o que não se compreende - insultar o que se inveja_________________ [Honoré de Balzac]
______________________.




_____________________inconformismo


num acto obsessivo
o.grito
a.luta contra o tempo


máquina que tortura
e rasga as estradas da minha alma
.o vento norte assalta o corpo
uiva!
revoltou-se.a.natureza


cometi eu algum dos sete pecados mortais???
.porque me persegues!?


crueldade.violência________


[nada mais.que.uma.forma.de.ternura!!!]_________mentira grosseira


possessa danço.canto


enquanto a pele do tempo se descasca.descama
feito.os.não.peixes
manchando a pureza vestal
que cobre os.meus.sentires.sem.mácula




roços envelhecidos nas paredes
querer.desesperadamente.certezas do sagrado.absoluto
escavando o rosto
em barro.terra.saibrosa

onde saltam traços.ou.vestígios
__________numa tentativa de respirar

mostrando a transcendência

que nada.mais.é

.que nada!

teimosamente a

ser.o.todo

______________________o não ser nada

sublimidade forçada.roubada
que morre sem poder tocar o chão
______________________///


© Betty Branco Martins


.todos os textos estão protegidos pela SPA
.imagens e textos com Direitos Autorais de Betty Branco Martins




Kati ________tanti baci con affetto. grazie

15 Comments:

Blogger Caterina said...

Ciao cara amica Betty, mi fai tanto piacere che hai accettato il piccolino fiore bianco.
Bellissime pitture. La prima mi fa venire in mente la purezza della Vergine Immacolata mentre la seconda la dolce attesa.
Le tue poesie accompagnano fedeli queste immagini esprimendo lotta, grido, crudeltá, violenza e il desiderio per la purezza, per la tenerezza.
Ti invio baci e un grande abbraccio

 
Blogger Marta said...

Porque, às vezes, é o próprio tempo que nos rouba o tempo e nos faz gritar...
Pinturas em perfeita sintonia com as palavras...
Beijos e abraços
Marta

 
Blogger Nilson Barcelli said...

Certezas absolutas não existem para quase nada.
E uma ternura com mentira sempre é melhor que a sua ausência verdadeira...
Ou não...
Poemas e pinturas de arrasar. A excelência mora em ti, querida amiga.
Um beijo não obsessivo...

 
Blogger ~*Rebeca e Jota Cê*~ said...

Você tem uma sensibilidade forte e uma delicadeza magnífica nas pinturas expostas.

Beijo imenso, linda poetisa.

Rebeca

-

 
Blogger manuela baptista said...

as incertezas do sagrado

traçam de sangue
a tela

e é tão bela!

nada sei dos não.peixes

se pudesse
livrava-te da perseguição

um beijo

manuela

 
Blogger Pimpinela Chinela said...

Olá Betty,

As mãos que gelam no ambiente es©urorecido…
Puxar o fio que parte em ! números alívios …

só um nó mto forte pode ajustar as extremidades …


©inza das nuvens ach atadas ao passar um páss aro maior…
!m pacientes as asas enormes e o peso das patas
S o l tas…

têm hoje um pompom de lã prateada…
… e eu tão confusa em fios cortados…
Em cores … em medidas …

Matiz é mesmo o Beijinho

pimpi

 
Anonymous Anonymous said...

Querida amiga Betty. Dos seus trabalhos visuais, que tenho visto por aqui, estes transcendem todos; principalmente o segundo, uma visão entre o fantasmagórico e o religioso, possuindo uma força incomum, um tratamento de luz invulgar, bem como enquadramentos rigorosos e belos dos objectos-figuras no espaço. Um portento a merecer passar, de imediato, do espaço internáutico para o espaço real, para que o seu trabalho possa desafiar o olhar físico de quem passe, deslumbrando-se e interrogando-se. É impossível ficarmos indiferentes. Por outro lado, noto uma viragem na sua escrita - mais objectiva em relação ao real; gritos de revolta perante a injustiça: "cometi eu algum dos sete pecados mortais???
.porque me persegues!?". Exacto; a dominância política deste tempo sem tempo, controlado pela ganância envernizada, nada mais faz do que realizar mentiras, pretendendo que confundamos a "crueldade.violência________" com "uma.forma.de.ternura!!!](...)". Nada mais abominável. A si, querida Betty, desejo-lhe a maior energia, a mais fecunda saúde e uma infinita alegria. Por favor, não se exponha ao esforço desmedido; sei que tal facto é, para si, quase impossível, pois o seu corpo e a sua alma dificilmente vivem sem o grande risco, sem a transgressão, sem a transcendência.
Um abraço sereno e forte e que a ternura a aconchegue.

 
Blogger tulipa said...

BETTY

BELO O SEU POEMA.
No entanto de todos os versos, um ficou cá a martelar dentro:
..."a luta contra o tempo..."

Pois é...
...até estremeci...
Como os dias de algumas pessoas, os meus p.e., deviam ter mais do que 24h; estas não chegam, para tudo o que gosto e quero fazer.

Ontem encontramo-nos no Facebook, hoje aqui na blogosfera.

Sinto a vida de outra forma.
Eu ao olhar as estrelas, muitas vezes choro:
porque em cada estrela vejo pessoas queridas, umas que já partiram e estão noutra dimensão; outras que estão vivas, em qualquer outro lugar do mundo, mas longe de mim.
Não posso olhá-las e tocá-las.
E isso dói.

Gratíssima pela sua Amizade

 
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

Betty

que dizer?! apenas que gosto da tua maneira de fazer poesia e de a trnasmitires para as tuas telas sempre belas.

beij

 
Blogger O Profeta said...

...Quem sou
Nunca me encontrei na letra de uma canção
Nunca toquei duas notas seguidas em harmonia
Mas perdi-me às vezes na ilusão

Reencontrei-me com o amor
Amargura mora sempre com a razão
Um mágico nem sempre acerta
No seu golpe de mão

Mas fiz mil tentativas nesta viola
Nenhuma nota bateu-me certa
Sou um triste e patético tocador
Desta...Melodia Incompleta...

Doce beijo

 
Blogger Alvaro Gonçalves said...

Oi Betty, meu anjo, mais uma vez esta minha longa ausencia, mas é assim mesmo vou e venho, mas não esqueço os amigos.
Adorei mais uma vez este teu grito de poetisa, obrigado por continuares sempre brindando todos com tanta belesa vinda do teu interior.
Aproveito epara te desejar umas boas festas cheias de amor e muito carinho, cheias alegria e paz e que tudo se vá realizando da melhor forma para ti, tal como desejo para mim.
Beijooooooooooos meu anjo

 
Blogger BRANCAMAR said...

Olá Betty,

Belíssimas pinturas e um dizer inconformado que toca a alma.

Beijos e votos de um Santo e Feliz Natal.

Branca

 
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

Gosto das tuas letras, bem sabes.

Natal é o maior dos dons
Nas celestes alegrias,
Que nos ensina a ser bons
Com Jesus todos os dias”.
(Casimiro Cunha)

Que as pérolas incandescentes de luz que aqui deixo neste meu retorno, possam iluminar esta noite tão mágica do Natal.
Que possamos nós estarmos com o coração repleto de boas vibrações e que sejam elas distribuídas a todos.
Feliz Natal e um Ano Novo de muita luz e paz.

Eärwen Tulcakelumë

 
Blogger . intemporal . said...

.

. querida .betty,,, .

.

. é ampla.mente provável que nunca nos cheguemos a conformar com o tempo que passa.e.re.passa.veloz .

.

. des.tempo . in tempore .

.

. reféns.que.nos.fizemos.de.um.tempo que regulámos.des.regulada.mente .

.

. no entanto,,, há um tempo perene a rasar a asa nunca rasa do infinito .

.

. o teu . tão meu . tão nosso .

.

. onde deambulo feliz .

.

. porque se dos fracos não reza a história, dos fortes a mesma se e.terniza .

.

. e terna é a voz que escreve no tom e no dom do in.conformismo .

.

. e e.terna é e será sempre a minha amizade por ti .

.

. como sabes infinita .

.

.

.

. o teu beijo T E R N O de hoje, o de sempre, o de todos os dias .

.

.

. teu amigo de.dentro .

.

. paulo .

.

 
Blogger Maria Dias said...

Olá!

O meu Avesso está de volta e venho aqui convida-la a minha casa de portas abertas depois de 3 meses novamente!

Te aguardo lá...


Beijinhos


Maria Dias

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home